Confira abaixo:

Anais do Evento


Confira abaixo a lista de trabalhos aceitos, clique no link para acessar.

Trabalhos inscritos online e aceitos

Trabalhos inscritos presencial e aceitos


As ações de saúde centradas na atenção básica (AB) ou atenção primária à saúde (APS) foram redefinidas em todo o mundo ao longo da década de 1970, a partir, sobretudo, do documento “um novo olhar sobre a saúde dos canadenses”, publicado pelo ministro da saúde do Canada, Marc Lalondè, no qual são feitas consistentes críticas acerca dos saberes e fazeres em saúde baseados nos pressupostos estabelecidos em 1910 em documento mundialmente famoso conhecido como Relatório Flexner, o qual apresenta e delineia os marcos regulatórios básicos do que veio a constituir a chamada medicina científica, marcada por práticas centradas na especialização e no entendimento da saúde como bem de consumo venal.

O resultado de décadas de atenção à saúde regulada pelo mercado, ancoradas em sistemas de formação de mão de obra voltados para as práticas privadas como meio de auferir lucros, por um lado gerou o fenomenal parque tecno-industrial-farmacêutico, responsável pela concentração de recursos humanos e materiais, somente superado em termos de poderio financeiro pela indústria bélica; por outro lado, mas como parte essencial do mesmo mecanismo, a exclusão de grande parte da população dos benefícios gerados por esse sistema.

Nesse sentido, a abordagem das questões de saúde centrada no modelo biomédico, baseado na alta tecnologia, na especialização e no entendimento da saúde como mercadoria estavam levando o mundo ao adoecimento, embora paralelamente se observasse  um gigantesco desenvolvimento de recursos e de possibilidade terapêuticas cada vez absorvidas e disponibilizada por parcelas cada vez menores da população mundial. Urgia rever o modelo de atenção e, junto, o modelo de formação.

Leia mais

I Congresso Internacional de Atenção à Saúde: APS Baseado em Evidências - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Alceu Medeiros e Pablo Bello